Regras de convivência no pós pandemia (O Novo Normal)

No final do ano de 2019 e a proliferação do vírus Covis 19 algumas regras de convivência foram determinadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com o objetivo de conter a rápida e alta transmissão do vírus. Essas regras fizeram com que tudo que era considerado normal como um abraço ou beijo fossem evitados e a implementação do distanciamento social e utilização de máscaras fosse considerado o novo normal e extremamente recomendado.

Os meses foram passando e a pandemia persiste a mais de um ano com uma alta novamente na transmissão em alguns locais, mesmo com a vacinação em andamento. Alguns países que apresentam um ritmo acelerado e eficiente na vacinação já mudaram um pouco suas regras de convivência e passaram a flexibilizá-las, mas sempre com cuidados e cumprindo as regras de segurança com o que é recomendado.

Segundo estudos a vacinação é a única saída segura da pandemia, mas considerando o período de fabricação dos imunizantes e a vacinação da população deve demorar um tempo até que uma porcentagem significativa esteja totalmente imunizada.

Mesmo com as vacinas tomadas e imunizadas corretamente as pessoas devem seguir algumas regras necessárias. Após a primeira dose a depender da marca da vacina a segunda dose varia um determinado tempo para ser aplicada, sendo por exemplo 22 dias a CoronaVac e três meses a AstraZeneca, após a aplicação da segunda dose leva um determinado tempo para que as pessoas adquiram os anticorpos e estejam realmente imunizadas contra o vírus. Durante esse período é necessário manter o distanciamento social e a utilização das máscaras até o tempo determinado pelos profissionais de saúde.

A medida que a população for se vacinando e uma boa parte da população esteja imunizada a convivência passa a ser flexibilizada, como é o caso do Estados Unidos que já é permitido reunir grupo de até dez pessoas sem máscara ou Israel que com 60% da sua população imunizada as pessoas podem andar nas ruas sem a utilização das máscaras.

O Brasil vem imunizando sua população ainda em um ritmo lento e vem sendo considerado o novo epicentro da doença devido ao número de mortes diárias e a transmissão em alta. A vida pós pandemia é um sonho para todos mas é necessário viver um dia de cada vez e cumprir as regras de convivência estabelecidas para esse período mais crítico que por enquanto é a realidade dos brasileiros. Mas graças a ciência e aos profissionais de saúde o novo normal está mais perto do que longe, sendo apenas necessário manter os cuidados e esperar ansiosamente o dia da vacina.

Dicas de reciclagem de produtos domésticos e cuidados com o meio ambiente

Vem se tornando cada vez mais necessário a realização da reciclagem e aumentar os cuidados com o meio ambiente. O meio ambiente é nossa casa e devido a isso é indispensável manter todos os cuidados já que todos os anos vividos sem nenhuma consciência ambiental hoje resultam em mudanças climáticas, poluição do ar, degradação do solo, extinção de espécies e muito mais.

Uma boa estratégia para cuidar do planeta é começar por uma consciência ambiental dentro de casa separando o lixo orgânico do reciclável e tendo algumas atitudes que ajudem o planeta principalmente quando ligadas ao consumo. Pensando nisso e em incentivar você a começar de agora com os cuidados para o ambiente separamos algumas dicas práticas e funcionais.

Comece a seguir os 3R’s

Os 3R’s são ações práticas que tem como principal objetivo estabelecer uma boa relação entre os consumidores e o meio ambiente. Com a adoção dessas praticas as pessoas conseguem assim diminuir custos e ainda promover o desenvolvimento sustentável respeitando o meio ambiente.

Reduzir

Vivemos em um mundo que o consumo anda extremamente presente e que a produção de lixo e o desperdício só vem aumentando, com isso estabelecer uma consciência de consumo consciente vem sendo algo fundamental. Controlar o consumo de plásticos e pensar se realmente alguns produtos consumidos são necessários é importante. Essa consciência faz com que tenha uma redução benéfica para o bolso das pessoas e para o meio ambiente.

Reduzir não fica restrito apenas a lixo, começar um uso racional de água, iniciar uma economia de energia e economia de combustível também se encaixa na praticar de reduzir e é extremamente importante para evitar consequências futuras mais graves.

Reutilizar

A reutilização é uma das formas que auxilia um pouco o controle do lixo no planeta. Achar novos usos para embalagens como transformar garrafas pet em brinquedos e vasos, reutilizar embalagens de produtos de limpeza para novos conteúdos e entre outras coisas faz com que o consumo tenha uma diminuição e com isso a diminuição de resíduos que são tão maléficos ao planeta.

Reciclar

Reciclar vem sendo algo bastante importante nos dias de hoje e é algo básico de se fazer, basta começar separando o lixo reciclável do orgânico. O lixo reciclável é recolhido por empresas ou cooperativas de trabalhadores de reciclagem que serão transformados novamente em matéria-prima para voltarem ao ciclo produtivo. Basta separar embalagens plásticas, papéis, metais e vidros que são materiais com grande potencial para reciclagem e serão encaminhados para empresas que farão todo o processamento necessário diminuindo a necessidade de novos recursos ambientais para a produção de um material semelhante.

Materiais recicláveis:

  • Papeis: panfletos, jornais, revistas, envelopes, cadernos, fotocópias, caixas de papelão e embalagens longa vida.
  • Plásticos:  baldes, frascos, potes de alimentos, garrafas PET, sacos, sacolas, canos, tubos, CDs, canetas, plásticos metalizados (embalagens de salgadinhos), brinquedos, bexigas e isopor.
  • Metais: latas, tampas, panelas (sem os cabos), talheres, cabides, embalagens metálicas, papel alumínio, lâminas, agulhas, alfinetes, pregos e parafusos (sempre embalados ou dentro de potes fechados, nunca soltos), fios e aparas de cobre.
  • Vidros: vasos, garrafas e potes, copos, taças, frascos de perfumes e vidros de janelas.

Importância da reciclagem

  • Ajuda a preservar o meio ambiente;
  • Colabora com a redução de gastos;
  • Importante função social.